O Fantastico Mundo da Moda - Parte 1

, , 5 comments
 Liguem para a polícia, alguém assassinou a moda!!!


No Brasil identificamos um gringo de longe... camisa de botão florida, sandália com meia ou tênis com meia preta, bermudão com trezentos bolsos e um braço metade branco metade vermelho-tomate-muito-maduro, certo?


Pois é minha gente, aí a coisa fica boa mesmo, e quando o país resolve abrir as suas portas para a imigração, pronto, o circo está armado! (você sai do seu país, mas o seu país não sai de você)

É cada coisa que a gente vê, cada misturança, cada lambança, que Santa Mãe de Deus!

Mas no final eu me pergunto se a ousadia desses fashionistas não merece na verdade a nossa admiração!

E depois, é bom também que a gente vai aprendendo a como se tornar gringo, e o que não usar de jeito nenhum, jamais, nunquinha mesmo!!!

Então não perca, as próximas "homenagens" a esses maravilhosos artistas da moda, nesse mesmo computador, nesse mesmo blog!!!
=)
 

5 comentários:

  1. Muito bom hehehe
    Por um lado é ótimo, que pode sair de pijama, e ngm vai te dar bola. Mas que tem cada coisa, affff... isso tem rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pat,

      E a coragem de sair de pijama na rua? rsss

      Excluir
  2. Eu acho é boa essa liberdade. Poder se vestir não porque a roupa é um código, uma mensagem que você quer passar para a sociedade, mas sim (e somente) porque você precisa sair na rua com o corpo coberto.

    Uma vez escutei de um francês (com formação em psicanálise) que o brasileiro é o povo mais histérico com a aparência física que ele já viu na vida. E olha que ele já morou em vários lugares antes de vir morar aqui. Acho que ele está 100% certo.

    Beijos,
    Lidia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lidia,

      Uma vez eu vi em Montreal, próximo da Concordia, uma garota usando um estilo Punk, como cabelo espetado cor de rosa num bate papo com um muçulmana. Onde no mundo a gente podia ver isso?

      O que eu ainda não tive coragem foi de sair de casa de pijamas, pensando bem, um vez eu saí quando o alarme de incendo tocou.... mas me limitei a entrada do prédio... rsss

      Excluir
    2. No Saara, se bem que nunca vi um punk por lá...

      Excluir